Futebol/Campeonato Brasileiro

Coritiba manifesta indignação e promete ajuda nas investigações

São Paulo, SP
18/06/2017 14:43:47 — 18/06/2017 14:43:48

Em: Brasileiro Série A, Corinthians, Coritiba, Notícias

O Coritiba se manifestou oficialmente sobre a pancadaria ocorrida na manhã deste domingo, quando torcedores do clube se envolveram em confusão com corintianos que foram à capital paranaense para acompanhar o duelo entre as equipes.

O clube mostrou indignação com a situação e prometeu colaborar com as investigações da Justiça. “Em nome da decência, o clube manifesta sua reprovação aos fatos ocorridos. Além disso, o Coritiba declara sua postura de absoluta colaboração para as investigações e demais esclarecimentos a fim de punir os envolvidos”, escreveu.

Na confusão, que começou após três ônibus e uma van que levavam torcedores do Corinthians ao estádio errarem o caminho, um dos fãs do Alvinegro, Jonatan José Gomes Souza da Silva, chegou a ter a morte divulgada, mas a informação foi retificada. Ele está em estado grave.

Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Na coletiva após a partida, o técnico corintiano Fábio Carille engrossou o coro por paz nos estádios e nos arredores. “Estou cansado de pedir paz. Isso tem que vir da legislação. Todo o mundo faz o que quer e ninguém é punido”, declarou.

Confira a nota oficial do Coritiba:

O Coritiba Foot Ball Club lamenta e repudia o ocorrido na manhã deste domingo (18), fora do estádio Couto Pereira, antes do jogo entre Coxa e Corinthians, na oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Os fatos dão conta que uma briga entre membros de torcidas organizadas resultou em vários torcedores feridos.

Em nome da decência, o clube manifesta sua reprovação aos fatos ocorridos. Além disso, o Coritiba declara sua postura de absoluta colaboração para as investigações e demais esclarecimentos a fim de punir os envolvidos por tal conduta reprovável.

O Coritiba está em contato constante com a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) buscando contribuir. Inclusive, com a colaboração do clube, um dos suspeitos de participar deste ato foi preso dentro do Couto Pereira, durante a partida.