Futebol/Copa Libertadores da América

Conmebol justifica vagas extras ao Brasil devido ao número de habitantes

São Paulo , SP
03/10/2016 12:48:43

Em: Athletico-PR, Atlético-MG, Bastidores, Botafogo, Brasileiro Série A, Chapecoense, Coritiba, Flamengo, Fluminense, Futebol, Grêmio, Libertadores, Palmeiras, Ponte Preta, Santos
Foto: Norberto Duarte/AFP
Presidente da entidade, Alejandro Dominguez garantiu “trabalho científico e analítico” nas mudanças (Foto: Norberto Duarte/AFP)

Dados como o número de habitantes do Brasil foram fatores preponderantes para a Conmebol dar mais duas vagas ao país na Copa Libertadores com novo formato. O presidente da entidade, Alejandro Dominguez, explicou a reformulação do torneio em entrevista ao canal Fox Sports e garantiu que houve um trabalho “científico e analítico” para realizar as mudanças.

“A análise foi feita com trabalho científico e analítico. A intenção é dar mais participação aos países que têm mais representatividade. No Brasil, teremos uma equipe para cada 42 milhões de habitantes. Desta forma, estamos relacionando as equipes ao número de habitantes”, disse.

Dominguez ainda falou em melhorar a qualidade não só da Libertadores, mas também da Copa Sul-Americana e dos torneios locais com as mudanças. O mandatário também espera uma evolução em questão financeira.

“Também temos que ver com critérios de mercado, porque a intenção é muito boa. A intenção é promover o futebol, organizar a Sul-Americana e a Libertadores, melhorar a qualidade dos torneios internacionais, mas sobretudo os locais para que possam surgir e serem jogados simultaneamente aos da Conmebol. Queremos arrecadar mais dinheiro para as equipes que participam”, pontuou Dominguez.

LEIA MAIS: CBF confirma vagas extras para Libertadores através do Brasileirão

Para o presidente da Conmebol, a Libertadores se tornará um torneio mais seleto. “São seis vagas a mais, e é muito importante falar que os participantes da Libertadores são as equipes campeãs. Não vai ter lugar para aquelas equipes que não ganham campeonatos. Então, a Libertadores vai ser uma Copa mais exclusiva para times de maior performance. E ao mesmo tempo teremos a Sul-Americana com mais vagas de equipes eliminadas da Libertadores”, avaliou.

As mudanças no formato das competições da Conmebol já entrarão em vigor a partir da próxima temporada. Com isso, o Campeonato Brasileiro desta temporada dará seis vagas à Libertadores, além do campeão da Copa do Brasil.

O país pode ainda chegar a ter oito vagas na Libertadores. Isso se Coritiba ou Chapecoense sagrarem-se campeões da Copa Sul-Americana. As duas equipes estão nas quartas de final da competição: o Coxa enfrentará o Atlético Nacional, atual campeão da Libertadores, enquanto a Chape pega o Junior Barranquilla-COL.

As mudanças – A alteração no calendário e formato da Conmebol foi divulgada pela entidade na última terça-feira (27 de setembro). Agora, a Libertadores será jogada durante o ano todo, de fevereiro a novembro, tendo duas fases preliminares de mata-mata antes dos grupos.

O número de clubes participantes passou de 38 a 44. Além de mais duas vagas ao futebol brasileiro, Chile, Argentina e Colômbia terão mais uma vaga cada. A sexta nova classificação será dada ao campeão da Sul-Americana.

Outra mudança ainda em discussão é a realização de uma final única e em campo neutro para decidir a Libertadores. A medida foi divulgada pela entidade, mas ainda não foi confirmada.

 




  • Joao Oliveira

    por que não dar uma das vagas para o VICE da Copa do Brasil?

  • conhecereis a verdade

    se o curica ficar em decimo nono no campeonato nacional a comebol ampliara para mais vinte times brasileiros kkkk

  • Sincero e Realista

    Como viram que as galinhas não iriam conseguir um G4, deram uma forcinha, como sempre, o negócio da comenbol é dinheiro, ou existe outra justificativa para a participação de times mexicanos na libertadores?

  • Telespectador

    Tinham que voltar com a Copa dos Campões.