Futebol Internacional/Campeonato Alemão

Promessa de nova superioridade do Bayern marca início do Alemão

São Paulo , SP
23/08/2018 20:00:15

Em: Bayer Leverkusen, Bayern, Borussia Dortmund, Futebol, Futebol Alemão, Futebol Internacional, Hoffenheim, Notícias, RB Leipzig, Schalke 04, Wolfsburg
Bayern é o favorito para vencer novamente o Campeonato Alemão (Foto: Carmen Jaspersen/AFP)

Às 15h30 (horário de Brasília) desta sexta-feira, na Allianz Arena, Bayern de Munique e Hoffenheim vão a campo para a primeira partida da temporada 2018-19 do Campeonato Alemão. Mais uma vez, o torneio europeu inicia-se com a promessa de que os bávaros mostrem sua superioridade em campo, confirmem o status de favoritos e vençam mais uma vez a disputa.

Maior detentor de títulos, com 27 conquistas, e atual hexacampeão da Bundesliga, a equipe de Munique terá uma novidade no banco de reservas. Após as passagens dos experientes Louis Van Gaal, Jupp Heynckes, Pep Guardiola, Carlo Ancelotti e Jupp Heynckes novamente, o clube bávaro será comandado pelo croata Niko Kovac, de somente 46 anos, mas que acumula passagens por sua seleção nacional e o Frankfurt, clube no qual venceu a Copa da Alemanha na temporada passada.

Em campo, o elenco do Bayern não sofreu grandes alterações. O destaque da janela de transferências do clube alemão ficou por conta da venda de Arturo Vidal ao Barcelona, em negociação que girou em torno dos 20 milhões de euros (aproximadamente R$86 milhões à epoca).

Quanto aos reforços, o período de novas contratações foi tímido para os bávaros. Alphonso Davies, de somente 18 anos, definiu Munique como seu destino após pegar a MLS (Liga Americana de Futebol) de surpresa com suas boas atuações e status de promessa. Além dele, Leon Goretzka, Renato Sanches e Serge Gnabry (os dois últimos voltando de empréstimo) foram outros jovens jogadores a se juntarem ao elenco da equipe.

Borussia se reformula para tentar voltar aos tempos áureos

Borussia Dortmund contratou Alex Witsel (ao meio) para reforçar o setor intermediário (Foto: Reprodução/Twitter)

Tendo somente alcançado a quarta colocação na temporada passada do Campeonato Alemão, com 55 pontos conquistados (atrás de Bayern, Schalke e Hoffenheim), o Borussia Dortmund “bagunçou a casa” e fez alterações na comissão técnica e elenco para retomar aos tempos áureos. A equipe amarela e preta foi a última a interromper o ciclo vitorioso do Bayern: foi bicampeã da competição em 2011 e 2012.

Para isso, a diretoria do clube contratou o suíço Lucien Favre como técnico. O comandante, que chegou a trabalhar com Marco Reus no Borussia Monchengladbach, fez boa campanha na temporada passada liderando o Nice, do futebol francês.

Em campo, as mudanças foram muitas. Abdou Diallo (Mainz), Thomas Delaney (Werder Bremen) e Axel Witsel (TJ Quanjian) são os principais nomes dos 11 reforços contratados pelo time. Quanto às saídas, o Borussia deve sentir os desfalques do zagueiro grego Sokratis, do meia Gonzalo Castro e do atacante Michy Batshuayi, emprestado pelo Chelsea ao Valencia.

Vice na temporada passada, Schalke tem brasileiro Naldo como um dos principais líderes

Schalke terminou na vice-liderança em 2017-18 (Foto: Patrik STOLLARZ / AFP)

O Schalke 04 fez boa campanha na Bundesliga 2017-18, ficando com o segundo lugar em campanha de 18 vitórias, nove empates e sete derrotas. Sob o comando do jovem italiano Domenico Tedesco, de somente 32 anos, o time alemão conta com uma liderança brasileira em seu plantel.

Trata-se do zagueiro Naldo, de 35 anos, que está em Gelsenkirchen há dois anos. Entretanto, sua trajetória no futebol alemão “não vem de ontem”: em 2005, saiu do Juventude e acertou com Werder Bremen, onde ficou até 2012, quando assinou com o Wolfsburg, seu clube prévio.

Para repetir a campanha passada, o Schalke gastou cerca de 37 milhões de euros na janela de transferências e reforçou-se com nove jogadores. Entretanto, o time sofreu perdas consideráveis, como as de Max Meyer (agora no Crystal Palace) e Howedes (Lokomotiv Moscou).

Hoffenheim, Red Bull Leipzig e Bayer Leverkusen buscam a glória

O maior reforço do Hoffenheim está no banco de reservas. Julian Nagelsmann tem somente 31 anos e comanda a equipe há três temporadas (Foto: Amelie Querfurth/AFP)

Além dos três times citados, outras três equipes também tem chances reais de obter uma posição respeitável nesta edição do Campeonato Alemão. O Hoffenheim, comandado pelo jovem Julian Nagelsmann, de somente 31 anos, terminou em terceiro lugar na edição passada do torneio e promete novamente repetir a surpreendente campanha. Entretanto, Nagelsmann tem data de validade para sair do comando da equipe, já que assinou com o RB Leipzig e comprometeu-se a dirigir o clube a partir da temporada 2019-20.

O Leipzig, aliás, dependerá das boas performances em campo de seus dois principais talentos para beliscar uma vaga nas competições europeias. O sueco Emil Forsberg e o atacante alemão Timo Werner têm 26 e 22 anos, respectivamente, e são as apostas do time de Ralf Rangnick.

Por fim, o Bayer Leverkusen, equipe de tradição na Alemanha e detentor da quinta colocação em 2017-18, também acredita no talento de suas jovens estrelas para almejar objetivos maiores dessa vez. Paulinho, ex-Vasco, é o nome a ser observado pelos grandes times e ligas ao redor do mundo.