Finais do Brasileiro feminino e Sub-20 terão transmissão da tv aberta

Redação - São Paulo,SP

22/09/22 | 23:30

As finais do Campeonato Brasileiro feminino e sub-20 vão chamar bastante a atenção neste final de semana e terão a transmissão da tv aberta. A Bandeirantes confirmou a cobertura dos eventos ao vivo.

No sábado, a  Band apresenta, às 14h, o segundo e último confronto entre Corinthians e Internacional pela final do Brasileirão feminino. A partida acontece na Neo Química Arena, em São Paulo, com narração de Isabelly Morais, comentários de Alline Calandrini e Milene Domingues, e reportagens de Luiza Oliveira e Esther Fischborn.

As Coloradas lutam por um título inédito na carreira, enquanto as Brabas correm atrás do tetracampeonato: a equipe paulista levantou a taça nos anos de 2018, 2020 e 2021. No jogo de ida, realizado no fim de semana passado em Porto Alegre, os dois times empataram em 1 a 1. Caso a situação se repita, a disputa será definida nos pênaltis, algo que aconteceu só uma única vez até hoje, em 2019, quando a Ferroviária conquistou o bicampeonato.

O duelo registrará o novo recorde de público da modalidade no país. O alvinegro anunciou que 39 mil ingressos foram vendidos, o que vai superar as 36.330 mil pessoas que estiveram presentes no último domingo no Beira-Rio. Inclusive, o recorde sul-americano do futebol feminino também será batido. Em junho deste ano, 37.100 torcedores acompanharam a final do Campeonato Colombiano entre América de Cali e Deportivo Cali.

A CBF anunciou que vai premiar com R$ 1 milhão o clube vencedor, valor cinco vezes maior ao que foi pago ao Corinthians, campeão do ano passado. Já o vice receberá R$ 500 mil, também cinco vezes mais do que em 2021.

No domingo, a partir das 11h, os telespectadores acompanham o embate único entre Corinthians e Palmeiras pela final do Campeonato Brasileiro Sub-20. A Neo Química Arena, na capital paulista, também será palco para a decisão narrada por Oliveira Andrade, com comentários de Rafael Oliveira e João Pedro Sgarbi, e reportagens de Thiago Kansler e Gabrielle Guimarães.

Deixe seu comentário