Conteúdo promovido por oddsscanner

cruz

Jogo de 50 pontos na NBA: quem será o próximo a conseguir

A cada nova temporada, a média de pontos por partida em jogos da NBA só aumenta, tanto que fãs questionam qual equipe será a primeira a marcar 150 pontos apenas no tempo regulamentar.

É claro que se os jogos estão tendo pontuações bem maiores, isso significa que os jogadores estão pontuando bem mais. E, nesta temporada, parece que as estrelas do melhor basquete do mundo não estão para brincadeira.

Com quase 20 partidas disputadas na atual edição da NBA, três atletas já alcançaram a marca de 50 pontos anotados em uma única partida e muitos outros chegaram bem perto de superar a marca. A dúvida que fica é: qual estrela será a próxima a conseguir?

Quem fez 50 pontos ou mais nesta temporada da NBA?

Joel Embiid, do Philadelphia 76ers, e Darius Garland, do Cleveland Cavaliers, ultrapassaram essa marca na mesma noite, por coincidência. No dia 13 de novembro, o ala-pivô que se destaca por dominar os garrafões anotou nada menos do que 59 pontos diante do Utah Jazz.

Para conseguir essa marca, Embiid foi impiedoso. Tentou 28 arremessos de quadra e derrubou 19 deles (67,9%), onde é super perigoso. Mesmo jogando próximo ao aro, ainda arriscou cinco tentativas de três, convertendo apenas uma delas (20% de aproveitamento). O atleta do 76ers foi para a linha do lance livre 24 vezes e acertou 20 cobranças (83,3%).

A noite mágica de Embiid encerrou com 11 rebotes, oito assistências, uma roubada de bola e sete bloqueios (o famoso “toco”). Detalhe: o Philadelphia venceu por 105 a 98, portanto, o jogador fez mais da metade dos pontos de sua equipe!

Já Darius Garland foi um pouco mais econômico na derrota do Cleveland Cavalier diante do Minnesota Timberwolves (129 a 124), marcando 51 pontos. Ele atuou durante quase todos os minutos da partida e apesar de tudo o que tentou não teve a ajuda necessária dos seus companheiros para vencer.

Foram 31 arremessos de quadra, sendo 16 deles convertidos com sucesso (51,6%). Garland castigou o Timberwolves nas bolas de três, acertando 10 dos 15 que tentou ao longo da partida (66,7%). Quando foi à linha de lance livre, acabou errando mais do que o normal, mas ainda assim converteu nove em 13 cobranças (69,2%).

Três dias depois, Stephen Curry tentou conduzir o Golden State Warriors à vitória contra o Phoenix Suns ao anotar 50 pontos, mas viu sua equipe, em má fase, perder por 130 a 119.

Como de costume, o camisa 30 da franquia da Califórnia foi muito efetivo. Terminou a partida com 60,7% de aproveitamento nos arremessos de quadra (17/28), 63,6% de aproveitamento nos tiros de longa distância (sete de 11) e impecável nos lances livres (nove de nove). Ainda pegou nove rebotes e distribuiu seis assistências.

Quem será o próximo jogador a marcar 50 pontos em uma partida da NBA?

Candidatos não faltam e nesta temporada da NBA muitas estrelas já ficaram bem próximas de anotar 50 pontos em uma única partida do campeonato. Ja Morant, Devin Booker, Luka Doncic, Giannis Antetokounmpo, Jayson Tatum, Trae Young e Damian Lillard são apenas alguns deles.

Luka Doncic

O esloveno Luka Doncic tem um repertório insano e anotar 50 pontos em uma única partida de NBA é questão de tempo para o astro do Dallas Mavericks. Nesta temporada, ele lidera o ranking de pontos por partida (33,5), sendo o quarto jogador com mais pontos até aqui (502).

Nesta temporada, já fez partidas de 41, 42 e 44 pontos anotados, portanto, já chegou bem perto. Como sua equipe depende muito de seu brilho individual, ele costuma ter muitos minutos em quadra e sempre a bola nas mãos. É um armador muito forte fisicamente e que faz pontos de qualquer lugar.

Jayson Tatum

O Boston Celtics está voando na NBA e muito se deve às atuações de Jayson Tatum, que vem carregando a equipe neste início de temporada. Terceiro maior pontuador da liga (513), conseguiu partidas de 40 e 43 pontos nas últimas semanas, frutos de sua iniciativa em tentar infiltrações e bolas de três a todo momento.

Como o Celtics tem um time mais forte, Tatum acaba sendo “obrigado” a jogar mais coletivamente. Só que ele gosta de chamar a responsabilidade e, quando está inspirado, é imparável. Atualmente, está em 5º no ranking de pontos por partida, com 30,2 de média.

Giannis Antetokounmpo

Giannis é um fenômeno. Há tempos carrega o Milwaukee Bucks e foi o responsável pelo título conquistado na temporada 2020/21 da NBA, marcando 40 pontos no último jogo da final. Aliás, marcar muito não é problema para o grego, que em poucas semanas em 2022/23 já tem partidas de 43 e 44 pontos.

Antetokounmpo é o 6º colocado no ranking de pontos por partida (30,1 por jogo) e tem tido problemas nas bolas de três e nos arremessos livres, um problema crônica que está um pouco acentuado. Se consertar isso, com certeza chegará aos 50 pontos em algum momento.

Trae Young

O Atlanta Hawks não está “voando” na NBA, mas vem fazendo um belo começo de temporada com a ajuda de Trae Young, que em outubro anotou 42 pontos contra o Milwaukee Bucks de Giannis. Apesar de seus números não estarem tão altos assim (média de “apenas” 27,2 pontos por jogo), o armador tem algo a seu favor: resiliência.

Trae Young é um jogador que não se abala com erros e que pega muita moral quando seus arremessos e dribles encaixam. Ele tem um repertório muito variado e, em uma noite mágica, não é loucura pensar que ele pode bater a marca de 50 pontos na NBA.

Damian Lillard

Pensou em Portland Trail Blazers, pensou em Damian Lillard. O armador é o símbolo da equipe e dentro de quadra mostra o porquê. Nos momentos em que o time era bem mais limitado, ele foi o responsável por partidas icônicas que fizeram sua equipe chegar longe na NBA. Na atual temporada, conseguiu duas vezes anotar 41 pontos em uma única noite.

Ele tem apenas 26,3 pontos de média, mas jogou só 11 jogos até aqui (estava lesionado). Assim que os motores voltarem a esquentar (e agora com um time mais competitivo ao seu lado), Damian Lillard tem tudo o que precisa para fazer sua partida de 50 pontos na NBA e se juntar a Curry, Embiid e Garland.

guilherme raia
Guilherme Raia
Fascinado por competições esportivas, esse jornalista respira esportes. Produtor de conteúdo há mais de 7 anos, está sempre em busca de dados, estatísticas e boas histórias para contar.