Conteúdo promovido por oddsscanner

cruz

Gabigol liderando: Veja os jogadores com mais expulsões desde 2019

Gabigol é um dos grandes personagens do Flamengo. De inúmeras maneiras, o camisa 9 do Mengão consegue estar sob os holofotes na Gávea.

Artilheiro nato, já quebrou várias marcas e estabeleceu seu nome na história do clube (nem precisamos falar do que fez contra o River Plate em Montevidéu). Debochado, vive provocando adversários e rivais, sendo odiado por muitas torcidas.

E tem um outro lado que também faz com que Gabriel Barbosa seja assunto no futebol brasileiro: sua indisciplina.

Desde 2019, não existe nenhum jogador no Brasil que foi mais vezes expulso pela arbitragem do que o atacante. Depois de pouco mais de 200 jogos com a camisa do Flamengo, ele soma nada menos do que sete cartões vermelhos.

A curiosidade é que somente um foi em decorrência de falta cometida. Na Libertadores de 2019, deu um carrinho frontal no duelo contra o Peñarol-URU e acabou sendo expulso. Depois dessa, TODAS as outras seis foram por desrespeito.

Em cinco ocasiões, os árbitros relataram na súmula “Atitude Antidesportiva”, seguida de motivos como “desrespeitar o juiz”, “provocar torcida rival”, “ofensa à arbitragem”, “bater palmas ironicamente para o juiz” e “agressão leve — chutar a bola em cima do adversário” (a última das expulsões, recentemente, contra o Ceará, pelo Brasileirão).

Para completar a lista, tem uma expulsão por reclamação no Campeonato Carioca de 2020, contra o Fluminense.

Não é só Gabigol

Gabriel não é o líder isolado deste ranking e nem um dos únicos com um punhado de expulsões nos últimos anos no Brasil. Aliás, tem jogador com tanta expulsão quanto o camisa 9.

Estamos falando de Allan, hoje no Atlético-MG. No mesmo período, ele soma as mesmas sete expulsões, sendo seis pelo Galo e uma pelo Fluminense.

Quintero (Fortaleza), Gustavo Henrique (Santos e Flamengo) e Thiago Heleno (Athletico-PR) aparecem juntos na sequência com cinco expulsões cada desde 2019.

Os indisciplinados de 2022

Gabigol lidera o Brasileirão 2022 em cartões amarelos recebidos (foram 10), e assim como ele, existe um monte de outros jogadores que estão dando trabalho para a arbitragem nesta temporada.

Bruno Silva, do Avaí, é um exemplo disso. Assim como Gabriel, ele já foi advertido 10 vezes (ambos também receberam um cartão vermelho, em decorrência do segundo amarelo).

Além deles, João Lucas (Cuiabá) e André (Fluminense) já chegaram aos dois dígitos neste ano de Brasileirão.

Com nove cartões recebidos temos uma lista com:

  • Renzo Saravia (Botafogo);
  • Rodrigo Fernández (Santos);
  • Richardson (Ceará);
  • Hayner (Atlético-GO);
  • Richard (Ceará);
  • Brayan Ceballos (Fortaleza);
  • Gabriel Mercado (Internacional);
  • e Jádson (Juventude).

Vale dizer que, quando falamos de times, o Ceará é de longe quem mais vezes recebe advertências, com 83 amarelos e seis vermelhos somente no Campeonato Brasileiro de 2022.

O Juventude não está tão atrás e com 80 amarelos e oito vermelhos é um dos times mais indisciplinados até aqui.

O Avaí também tem 80 amarelos, mas “somente” quatro cartões vermelhos. Já o São Paulo soma 77 amarelos e dois vermelhos. Quem fecha o top 5 é o Goiás, que recebeu 75 amarelos e três vermelhos.

Entre os times menos advertidos do Brasileirão 2022 temos os rivais Palmeiras e Corinthians. O Verdão levou apenas 43 amarelos e um vermelho, enquanto o Corinthians recebeu 45 amarelos e um cartão vermelho.

Já o Atlético-MG, que viu seus jogadores serem advertidos de forma “leve” em 56 oportunidades, é o único time do campeonato sem nenhuma expulsão.

Ligas com maiores médias de cartões por partida

Campeonato País Divisão Cartões por partida
Serie C (Grupo B) Itália 3ª divisão 6.45
Primera Division Bolívia 1ª divisão 6.36
Primera Division Uruguai 1ª divisão 6.28
Primeira Liga Portugal 1ª divisão 5.98
Primera Division Costa Rica 1ª divisão 5.88

Times europeus com maiores médias de cartões amarelos recebidos por partida

Time País Campeonato Cartões por partida
Mallorca Espanha La Liga 5.20
Guimarães Portugal Primeira Liga 4.83
Prostejov República Tcheca FNL 4.38
Vizela Portugal Primeira Liga 4.17
Levante Espanha La Liga2 4.00

Como apostar em mercados de cartões?

Acima de 3.5 no Brasileirão

O Brasileirão é um campeonato onde, em média, os jogos contam com bastante indisciplina dos atletas.

Avaí e Ceará lideram a média de cartões amarelos por jogo com 3.00, enquanto o Palmeiras aparece como o menos advertido com 1.62 de média por partida. A grande maioria dos times tem média entre 2.00 e 3.00.

Portanto, duas boas opções de mercado de cartões para o Brasileirão são acima de 3.5 e até mesmo acima de 4.5.

Uma avaliação cautelosa de cada partida mostrará qual das duas alternativas têm mais chances de sair, mas o fato é que ambas estão entre as mais prováveis, estatisticamente falando.

Olho em Avaí, Ceará, Juventude e São Paulo

As médias de cartões amarelos recebidos por esses quatro times em 2022 são muito altas, portanto, há sempre uma boa chance de conseguir realizar boas apostas nos mercados relacionados à advertência dos atletas/time com eles.

Os “violentos” da Europa

O futebol europeu costuma ter um paradoxo: os árbitros apitam menos faltas, mas nem por isso as partidas são mais violentas.

No entanto, em algumas ligas, o “sarrafo” acontece e os atletas não passam impunes. Dito isso, tem uma lista de equipes nos principais campeonatos que vêm sofrendo com número excessivo de média de cartões por jogo, são eles:

  • Manchester United;
  • Nottingham Forest e Fulham na Premier League;
  • Ajaccio e Olympique de Marseille na Ligue 1;
  • Stuttgart e Hoffenheim na Bundesliga;
  • Verona, Atalanta e Salernitana na Serie A;
  • Mallorca, Getafe, Rayo Vallecano, Sevilla, Almeria e Elche na La Liga.

Curiosidade: O Mallorca, aliás, é o recordista de cartões na Europa, com 26 em apenas cinco jogos.

Os colecionadores de cartão

Sempre que quiser apostar em algum jogador para receber cartão, leve em conta o contexto da partida (se ele está pendurado e o jogo seguinte é importante, quem ele marcará no confronto) e como tem sido o desempenho disciplinar.

Fique de olho também naqueles atletas que, por diferentes motivos, sempre costumam receber cartões. Entre alguns dos nomes “marcados” no Brasil, podemos citar:

  • Gabigol (Flamengo);
  • Fagner (Corinthians);
  • Bruno Silva (Avaí) e André (Fluminense).

Já na Europa, podemos dar como exemplo os seguintes jogadores:

  • Sergio Ramos e Marco Verrati (PSG);
  • Casemiro (Manchester United);
  • Antonio Sánchez (Mallorca);
  • Granit Xhaka (Arsenal)
  • e Djibril Sow (Eintracht Frankfurt).
guilherme raia
Guilherme Raia
Fascinado por competições esportivas, esse jornalista respira esportes. Produtor de conteúdo há mais de 7 anos, está sempre em busca de dados, estatísticas e boas histórias para contar.