Conteúdo promovido por oddsscanner

cruz

Confira as maiores viradas da história da NBA!

O basquete é um esporte mágico e muitas vezes imprevisível, principalmente quando falamos da NBA, a principal liga da modalidade. A competição sempre traz duelos que entram para a história, seja por recordes de jogadores ou viradas improváveis.

Às vezes, basta um tempo técnico para que o treinador consiga arrumar a sua equipe e, ponto a ponto, buscar uma diferença que aparentava ser impossível. Essa ação não é raridade, mas também precisa contar com a queda de rendimento do outro lado.

Na maioria das vezes, é no intervalo que o cenário pode mudar. Uma larga vantagem pode ocasionar no relaxamento de uma equipe, sendo a hora certa do adversário dar uma cartada final e buscar a recuperação. Quando os dois fatos se unem, é aí que surgem os jogos mais improváveis e as reviravoltas que o esporte nos proporciona.

As maiores viradas da NBA

Quem nunca pensou em desligar a televisão e ir descansar após uma equipe abrir 20 pontos de diferença? Na NBA, o torcedor não pode ter esse luxo, afinal, a história comprova que, ao fazer isso, você poderá perder uma virada histórica.

Relembre as maiores viradas da principal liga de basquete do mundo — a lista conta com jogos bem recentes!

Golden State Warriors 131 x 135 Los Angeles Clippers – 2018/19

O confronto era de playoffs, e o Golden State Warriors contava com o seu famoso trio, Stephen Curry, Green e Thompson, além da estrela Kevin Durant e do pivô DeMarcus Cousins.

A equipe chegou a 31 pontos de diferença, fechando o primeiro tempo em 73 a 50. Porém, quando tudo se encaminhava para o 2-0 na série, os Clippers conseguiram uma virada fantástica para empatar, liderados por Lou Williams e Montrezl Harrell.

O armador conseguiu 36 pontos e 11 assistências, enquanto o pivô anotou 25 pontos e contribuiu com 10 rebotes. O segundo tempo terminou 85 a 58 para o LAC, fechando o jogo em 135 a 131.

Milwaukee Bucks 105 x 106 Golden State Warriors, 1975/76

Na temporada 1975/76, Warriors e Bucks realizaram uma partida histórica pela temporada regular. Em Milwaukee, os donos da casa chegaram a abrir 31 pontos de diferença. Além disso, entrou no último período vencendo por 17, uma grande vantagem para administrar com apenas um quarto em disputa.

Porém, contando com 44 pontos combinados de Gus Williams e Phil Smith (22 para cada), o GSW conseguiu a virada e venceu por um ponto, fechando o confronto em 106 a 105 e fazendo a festa mesmo longe de casa.

Boston Celtics 143 x 140 San Antonio Spurs, 2020/21

Na temporada 2020/21, Boston Celtics e San Antonio Spurs protagonizaram uma das maiores viradas da história. A equipe da Conferência Oeste chegou a abrir 32 pontos fora de casa com uma atuação fantástica. Porém, Jayson Tatum anotou 26 pontos apenas no segundo tempo, modificando todo o cenário do jogo e levando o duelo para a prorrogação. Nela, o Celtics conseguiu fechar o duelo em 143 a 140, contando com 60 pontos da sua estrela na partida.

Chicago Bulls 98 x 102 Sacramento Kings, 2009/10

Jogando em Chicago, os Bulls fizeram um primeiro quarto fantástico contra os Kings, levando por 38 a 19. No intervalo o placar era de 67 a 43, mas chegou até 33 pontos no 3º período com um 83 a 50, com boa atuação de Derrick Rose, a estrela dos mandantes.

Porém, o Sacramento Kings foi guerreiro e, com direito a um 33 a 10 no último período, conseguiu a virada por 102 a 98. Tyreke Evans foi o grande nome do jogo, contribuindo com oito rebotes, 23 pontos e levando a sua equipe para a glória.

Washington Wizards 115 x 116 Los Angeles Clippers, 2021/22

Na temporada 2021/22, em Washington, os Wizards começaram o jogo a todo vapor, indo para o intervalo com um placar de 66 a 36, diferença que chegou a 35 pontos. Porém, na volta dos vestiários tudo mudou.

Os Clippers voltaram com uma postura totalmente diferente, guiados por Amir Coffey, que anotou 29 pontos. Dessa forma, a equipe buscou a diferença e fechou o jogo com um game winner de Luke Kennard, que ainda anotou 25 pontos no duelo, o segundo jogador mais produtivo dos Clippers. A partida terminou com o placar de 116 a 115.

Utah Jazz 107 x 103 Denver Nuggets, 1996/97

Na temporada 1996/97 o Utah Jazz chegou com uma campanha bem interessante, diante de um Denver que não emplacava. Porém, mesmo fora de casa, os Nuggets chegaram a abrir 36 pontos e tudo se encaminhava para a terceira derrota dos Jazz até então.

Após o intervalo, Jeff Hornacek e Karl Malone resolveram realmente jogar, guiando a sua franquia para uma virada histórica, anotando 31 e 29 pontos respectivamente. O confronto fechou em 107 a 103, levando os torcedores de Utah à loucura e chegando a mais uma vitória na temporada.

Podemos ter novas viradas históricas nos próximos jogos?

A NBA é a principal liga de basquete do mundo, reunindo os maiores craques do planeta. Dessa forma, cada vez mais os atletas evoluem na sua preparação, o que ocasiona em impactos positivos na quadra.

Consequentemente, cada vez mais podemos observar o nível das partidas subir e, com isso, novas viradas históricas se tornam possíveis. Porém, não somos capazes de prever quando elas irão acontecer, então os torcedores precisam ficar sempre de olho nos duelos para que não perca a chance de assistir ao vivo um momento histórico.

Além disso, quem também fica de olho são os apostadores. Eles podem acompanhar os jogos e fazer apostas ao vivo, aproveitando as cotações bem interessantes para eventos que são mais improváveis. Caso goste da ideia, fique sempre em alerta com o risco, já que a probabilidade não é alta.

wesley contiero
Wesley Contiero