Futebol/Manchester United

Solskjaer acredita em permanência de Pogba no Manchester United

São Paulo , SP
26/04/2019 10:26:29

Em: Futebol, Futebol Inglês, Futebol Internacional, Manchester United, Notícias

O treinador do Manchester United, Ole Gunnar Solskjaer, está confiante na permanência de Paul Pogba na equipe. O jogador foi muito criticado nos últimos dias e pode sair caso o time não se classifique para a próxima Liga dos Campeões. O Real Madrid quer o jogador para sua grande reformulação no elenco.

“Você não pode garantir nada no futebol, mas sim, eu acho que o Paul (Pogba) vai estar aqui. Eu posso garantir que ele está agora muito determinado a ter sucesso no Manchester United”, confessou o treinador.

Pogba é especulado no Real Madrid (Foto: Oli Scarff/AFP)

No clube inglês, Pogba é um dos líderes do vestiário. Porém, o treinador destacou que ele também é humano, e falou sobre as diferentes formas de gerir o ambiente interno do clube.

“Liderança está relacionada a muitas coisas diferentes. Eu não lidero da mesma forma que Sir Alex (Ferguson), Luis Van Gaal, José Mourinho. Somos todos líderes diferentes”, explicou.

Com três derrotas nos últimos dez dias, o Manchester United se complicou na briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões. O time é o sexto colocado no Campeonato Inglês, com 64 pontos, três a menos que o Chelsea, quarto colocado, e último na zona de classificação para a principal competição europeia. Os dois times se enfrentam, neste domingo, às 12h30 (de Brasília), no Old Trafford, pela 35ª rodada do Campeonato Inglês.

De Gea foi muito criticado nos últimos jogos do United (Foto: Oli Scarff/AFP)

Apesar das críticas pelo desempenho nos últimos jogos, Solskjaer vai manter o goleiro David De Gea entre os titulares para a partida de domingo. Para o treinador, De Gea é um dos melhores jogadores do United dos últimos seis ou sete anos. O que pode estar atrapalhando a concentração dele são as conversas para renovar o contrato, que acaba no fim da próxima temporada.

“David está bem, é claro que não vou tirá-lo da linha de fogo”, defendeu Solskjaer.