Futebol

Em defesa da zaga, Maicon pede cobrança igual a todos no São Paulo

Tiago Salazar - São Paulo, SP
19/06/2017 08:00:33

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Notícias, São Paulo
Mais vídeos em videos.gazetaesportiva.com

Com a experiência de quem já foi idolatrado e hoje tem sofrido com críticas pela queda de rendimento, Maicon resolveu mais uma vez dar a cara à tapa depois de um resultado negativo do São Paulo. Mais do que isso, o ex-capitão do time saiu em defesa de seu companheiro Lucão, vilão no duelo desse domingo contra o Atlético-MG e autor de um desabafo reprovado imediatamente por Rogério Ceni e que deve fazer com que o jovem zagueiro deixe o clube.

“Lucão é um jogador com muita qualidade. Se parar para analisar ele tem quase 100 jogos (são 92) pelo São Paulo com 21 anos. Claro que a torcida nem sempre tem aquela paciência, mas o Lucão é um cara que tem muita qualidade, novo e pode dar muita alegria ao São Paulo”, opinou Maicon, antes de lembrar sua própria falha no clássico contra o Corinthians, em Itaquera, há uma semana.

“Ninguém gosta de errar. Eu, quando tive a infelicidade de errar um passe contra o Corinthians, que resultou no segundo gol do Corinthians, também fiquei bem chateado. Se ele não ficasse chateado seria estranho, demonstraria acomodação. Jogador quando erra tem que ficar muito frustrado mesmo. Eu fiquei e tem que ficar”, ressaltou, minimizando o fato de Lucão deixar deixado o Morumbi cabisbaixo.

A derrota para o Galo acabou com os 100% de aproveitamento do Tricolor no Morumbi, levou a equipe ao terceiro jogo seguido sem vitória e ao 13º lugar no Campeonato Brasileiro. Ciente da pressão que deve assolar o clube por causa de toda essa situação, Maicon quer que todos recebam responsabilidades pela situação para que os zagueiros não assumam a bronca sozinhos.

“Se parar para analisar, a defesa errou em dois jogos, contra o Corinthians e agora (contra o Atlético-MG). Se parar para analisar, às vezes o atacante erra uma cabeçada, erra um chute, mas, quando você erra e leva o gol, a defesa é sempre mais cobrada. Acho que a gente tinha de analisar de maneiras iguais. Até a bola chegar na defesa, ela vai passar pelo ataque, pelo meio, pelos laterais. A gente tem que corrigir os erros individuais. Até duas jornadas atrás nossa defesa era a melhor do campeonato”, lembrou.

Em oito rodadas do Brasileirão, o time de Rogério Ceni já levou sete gols e marcou nove.

E se Lucão revelou que não deve mais defender o São Paulo, Maicon tratou desmentir que também esteja de saída. Apesar da imprensa europeia ter noticiado o interesse dos turcos Galatasaray e Fenerbahce em seu futebol, Maicon novamente negou qualquer proposta ou intenção em deixar o São Paulo.

“Não, a mim não chegou nada. Se chegou foi ao São Paulo, é com eles. E o meu foco é no São Paulo, tenho contrato até 2020 e pretendo cumprir”, finalizou.