Futebol/Brasileiro Série B

Bahia empata com Sampaio Corrêa e continua em má fase

15/07/2016 23:29:57 — 15/07/2016 23:30:53

Em: Bahia, Brasileiro Série B, Futebol, Sampaio Corrêa

Nesta sexta-feira, o Bahia visitou o Sampaio Corrêa no estádio Castelão, em São Luis (MA), e não saiu do 0 a 0. O resultado ainda ficou barato para os comandados de Guto Ferreira, já que o atacante Elias perdeu um pênalti no segundo tempo.

Foi o terceiro jogo sem vencer dos baianos, resultado que deixa a equipe longe do G4, em 10º, com 21 pontos. A equipe maranhense segue na lanterna da competição, com 11 pontos, o pior ataque e a pior defesa.

O Bahia volta a campo no próximo sábado (23), às 18h30 (de Brasília), quando recebe o Luverdense na Fonte Nova. No mesmo dia, às 21h, o Sampaio Corrêa visita o Londrina no estádio do Café.

O jogo – Precisando de uma vitória de qualquer jeito, os dois times apostaram na ofensividade nos primeiros minutos e fizeram uma partida equilibrada. O primeiro chute a gol foi do Sampaio Corrêa, com Léo Gago, aos nove minutos, que parou em defesa do goleiro Jean.

O técnico visitante Guto Ferreira teve uma baixa ainda nos minutos iniciais, quando o atacante Edigar Junio sentiu dores musculares e teve de sair de campo para dar lugar a Régis. A entrada do meia melhorou a criação de jogadas da equipe, que chegou com perigo aos 20 minutos, quando Hernane recebeu cruzamento de Luisinho e tocou de cabeça para fora.

O time baiano cresceu na partida e passou a dominar a posse de bola. No entanto, pouco produzia, e o jogo ficou monótono. A falta de ação só teve fim no segundo tempo.

Aos 15 minutos, o atacante Edgar, que acabara de entrar em campo pelo Sampaio Corrêa no lugar de Léo Lima, invadiu a área baiana pela esquerda e foi derrubado por Tinga. Na cobrança, Elias bateu rasteiro e mandou na trave.

A penalidade perdida abalou o Sampaio e deu um choque de ânimo no Bahia, que buscou abrir o placar nos minutos seguintes. Aos 25, após boa trama do ataque, Renato Cajá chutou travado e mandou nas mãos do goleiro Rodrigo Ramos. No minuto seguinte, o zagueiro Wágner cabeceou após cobrança de falta de Juninho e por pouco não marcou contra, já que Rodrigo Ramos defendeu.

A resposta do Sampaio veio aos 29 minutos, quando Felipe Baiano bateu forte à direita do gol de Jean. Nos minutos finais, o Bahia abusou das bolas aéreas em busca de abrir o placar, mas não conseguiu e saiu de campo com mais um resultado ruim.

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA 0 X 0 BAHIA

Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Data: 15 de julho de 2016, sexta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Ricardo Junior de Souza (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)
Cartões Amarelos: Léo Gago (Sampaio Corrêa); Feijão, Tinga e Juninho (Bahia)

GOLS: nenhum

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Éder Sciola, Wagner, Luiz Otávio e Renan Luis; Diego Lorenzi, Felipe Baiano, Léo Gago (Edgar) e Lucas Sotero (Rayllan); Elias (Carlos Alberto) e Pimentinha
Técnico: Wagner Lopes

BAHIA: Jean; Tinga, Jackson, Lucas Fonseca (Éder) e João Paulo; Feijão, Juninho e Renato Cajá; Luisinho (Zé Roberto), Hernane e Edigar Junio (Régis)
Técnico: Guto Ferreira