Eduardo Baptista anuncia saída da Ponte e fica livre para o Palmeiras

Edoardo Ghirotto - Campinas, SP
02/12/2016 10:47:52 — 02/12/2016 11:43:37

Em: Brasileiro Série A, Futebol, Palmeiras, Ponte Preta
Eduardo Baptista, ex-técnico da Ponte Preta, para falar sua saída da equipe de Campinas durante entrevista coletiva na Sala de Imprensa do Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). O treinador, de 46 anos, despede-se da Macaca após disputar 43 jogos.
Eduardo Baptista deixou a Ponte Preta com um acerto encaminhado com o Palmeiras (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

O técnico Eduardo Baptista anunciou na manhã desta sexta-feira que não dará prosseguimento ao trabalho na Ponte Preta. O treinador deixa o clube de Campinas com um acerto encaminhado para assumir o Palmeiras em 2017. Ele seguirá para São Paulo nos próximos dias e discutirá as últimas bases do acerto contratual antes de ser oficializado como substituto de Cuca no Verdão.

O desligamento de Eduardo Baptista da Ponte Preta foi comunicado em uma entrevista coletiva na sala de imprensa do estádio Moisés Lucarelli. O técnico fez o pronunciamento ao lado de toda a diretoria da Ponte Preta, mas foi evasivo ao ser questionado sobre as conversas com o Palmeiras.

“Estou deixando o comando. Tenho algumas situações que comecei a escutar. E procuro ser o mais honesto possível, não seria justo escutar outras situações e ficar aqui esquentando cadeira. Procurei o presidente e falei que tinha algumas coisas e queria ter a tranquilidade para fazê-las”, afirmou Eduardo Baptista, que será substituído pelo auxiliar Felipe Moreira na Macaca.

“O Palmeiras está entre as situações. Não tem nada acertado. Estou procurando pensar em outras situações também. Por isso eu procurei a diretoria, para poder escolher e não atrapalhar a Ponte Preta. Seria egoísmo da minha parte ficar ouvindo e deixá-los aqui em uma semana de trabalho tão importante. Ainda não há nada de concreto”, acrescentou o técnico.

Filho de Nelsinho Baptista, que treinou o Palmeiras nos anos 1990, Eduardo Baptista despontou no comando do Sport ao conquistar o Campeonato Pernambucano 2014 e a Copa do Nordeste 2014. Após uma passagem decepcionante pelo Fluminense, ele acertou com a Ponte Preta, atual 10ª colocada do Brasileiro com 50 pontos ganhos.

Eduardo Baptista, 46 anos, chegou a ser procurado pelo Corinthians em setembro, mas preferiu permanecer na Ponte Preta. Ele tinha contrato com o time de Campinas até o final de 2017 e terá de pagar uma multa para deixar a Macaca. Sua última partida pelo clube foi um empate por 1 a 1 com o Botafogo, no último sábado.

Assim que for oficializado pelo Palmeiras, Eduardo Baptista terá a missão de dar sequência ao trabalho bem-sucedido de Cuca. Campeão brasileiro neste ano, o treinador alegou problemas pessoais e não renovou o vínculo com a diretoria alviverde.

Cuca deixa a base do time montada e três reforços contratados para 2017: os meias Raphael Veiga, ex-Coritiba, e Hyoran, ex-Chapecoense, e o atacante Keno, ex-Santa Cruz. Há também um acerto encaminhado com o meia Alejandro Guerra, do Atlético Nacional-COL.

O Palmeiras terá como principal obsessão em 2017 a conquista da Copa Libertadores. O título continental é o desejo de Maurício Galiotte, que assumirá a presidência no lugar de Paulo Nobre, no próximo dia 15. Galiotte tem à disposição um fluxo de caixa volumoso para contratar reforços, além de uma relação boa com a patrocinadora Crefisa. O acordo com os investidores vence em janeiro, mas há negociações para estendê-lo por mais temporadas.

O acerto encaminhado com Eduardo Baptista levou à demissão do auxiliar técnico Alberto Valentim. Contratado pelo Palmeiras em 2014, ele nutre o desejo de iniciar a carreira como treinador e sonhava com a efetivação na vaga de Cuca. Preterido pelos dirigentes, Valentim se desligou do clube e estudará propostas para 2017.

Eduardo Baptista, ex-técnico da Ponte Preta, para falar sua saída da equipe de Campinas durante entrevista coletiva na Sala de Imprensa do Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). O treinador, de 46 anos, despede-se da Macaca após disputar 43 jogos.
Filho de Nelsinho Baptista, Eduardo também teve passagens por Sport e Fluminense (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)