Bastidores

Futebol feminino, futsal e futebol de areia nos planos do Peixe

Do correspondente Tiago Salazar - Santos, SP -
08/01/2015 09:00:00

Em: Futebol, Santos

Com apenas alguns dias de mandato, a nova diretoria do Santos já começa a se movimentar para implantar seus projetos tão promovidos na campanha vitoriosa durante a eleição presidencial. E, com o apoio do presidente Modesto Roma Jr, Dagoberto Santos, agora CEO do Peixe, pretende resgatar o futebol feminino e o futsal, além de promover o beach soccer (futebol de areia) a grade do clube.

“Primeiro temos a função no profissionalizar projetos importantes. Vamos criar o apoio operacional como prestadora de serviços e a inovação das modalidades Fifa: futebol de salão, beach soccer e futebol feminino”, declarou Dagoberto.

Entre 2009 e 2012, o alvinegro praiano criou a maior equipe de futebol feminino do continente. Liderada por Marta, uma das maiores jogadores de todos os tempos, o Santos conquistou campeonatos estaduais, nacionais, continentais e intercontinentais. Porém, por falta de patrocínios, o então presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro acabou com o projeto da modalidade.

Já no futsal o Santos montou uma verdadeira seleção, que contou até com Falcão, estrela do esporte do mundo, para brigar pelos títulos. E logo no primeiro ano, em 2011, a equipe se tornou o primeiro clube paulista a levar a Liga Futsal com direito a Neymar e Ganso na plateia da Arena Santos. Mas, novamente por falta de recursos, o time foi desmontado no fim do mesmo ano, causando muita frustração.

Enquanto isso, o futebol de areia ganha espaço pela primeira vez no clube de Vila Belmiro.

Base Dagoberto Santos também revelou a intenção de mudar a forma de relacionamento da base com o time profissional do Santos. Sempre muito respeitada, as categorias inferiores, na opinião dos novos dirigentes, é que têm de ditar o estilo de jogo apresentado pelo Peixe.

“O projeto é criarmos no futuro o que achamos bom, que é o sub-23. É uma intenção, eles vão ficar em um ambiente profissional, treinando com o time principal. A base é o futuro do clube, sempre se identificou e chegou nos seus objetivos por ela. Queremos criar protocolos na base para que o time de cima jogue igual a base, e não ao contrário. Temos que formar formadores. Temos que começar a criar intercâmbios”, explicou.

Além de toda a comissão técnica, Dagoberto Santos terá os ex-jogadores Léo e Clodoaldo ao seu lado para trabalhar o futebol santista a partir de agora. “O nosso objetivo é cuidar somente do futebol, estar nessa área, área administrativa e técnica. Vamos cuidar da comissão técnica, jogadores, uma participação bem efetiva”, completou Corró, grande ídolo dos anos 70.