Sport engrena na etapa final e aplica maior goleada do Brasileiro na Chape

São Paulo, SP
26/06/2016 20:30:27 — 26/06/2016 21:10:46

Em: Brasileiro Série A, Chapecoense, Futebol, Sport
Volante Rithely foi um dos melhores em campo na goleada rubro-negra (Foto Williams /Divulgação)
Volante Rithely foi um dos melhores em campo na goleada rubro-negra (Foto Williams Aguiar/Divulgação)

O Sport levou um susto logo no começo da etapa final, mas mal sabia que o gol de Ananias, com um menos de um minuto de bola em jogo, precederia a melhor atuação da equipe neste Campeonato Brasileiro. Contando com ótima atuação de Rodney Wallace, Rithely e Diego Souza na noite deste domingo, os pernambucanos foram buscar a vitória e tiveram tanto ímpeto que saíram da Ilha do Retiro com um 5 a 1 sobre a Chapecoense, na maior goleada da competição.

Antes, a marca era dividida por Palmeiras e Cruzeiro, que fizeram 4 a 0 sobre Atlético-PR e Ponte Preta, respectivamente, mas o gol a mais marcado pelos recifenses deu à equipe essa láurea. Além do recorde, o Sport conseguiu também sair da zona de rebaixamento, superando o Botafogo no saldo de gols (-1 a -4) e agora ocupando a 16ª posição, com 12 pontos. Os alviverdes, por sua vez, permanecem no meio da tabela, com 15.

Na próxima rodada, os comandados do técnico Oswaldo de Oliveira fazem um clássico nordestino com a equipe do Vitória, às 19h30 (de Brasília) da quarta-feira, no estádio do Barradão. No mesmo dia, mas às 21h, os catarinenses voltam para a Arena Condá, local onde recebem a equipe do Cruzeiro.

Chape leva perigo, mas Sport domina até o final

A partida na Ilha do Retiro apresentou um Sport comandando a posse de bola a todo momento, principalmente no primeiro tempo. Do outro lado, a Chape apostou em um time fechado no campo defensivo e na saída de velocidade com Silvinho, pelo lado esquerdo. A distância entre os jogadores visitantes, porém, facilitou o trabalho dos donos da casa no primeiro tempo, que ainda saíram na frente logo aos dez minutos de bola rolando, quando Rodney Wallace cruzou da esquerda, a bola pegou um efeito e caiu atrás do goleiro Danilo, sem chance de defesa.

A vantagem e a superioridade do Sport levaram um golpe no primeiro lance da etapa final. O zagueiro Marcelo, do time visitante, conduziu até próximo da intermediária ofensiva, pelo lado direito, e deu belo passe rasteiro, em profundidade. O atacante Ananias, que havia acabado de substituir Lucas Gomes, apareceu livre entre Durval e Rodney, preferiu nem ajeitar e, já dentro da área, chutou cruzado. Magrão saiu do gol para abafar, mas o desvio da bola em seu pé só serviu para a redonda entrar quicando na meta rubro-negra.

Depois do susto, no entanto, só deu Leão. A primeira resposta veio com o melhor em campo, Rithely, que aproveitou escanteio batido pelo lado esquerdo e cabeceou no ângulo esquerdo para recolocar os anfitriões na liderança do placar aos nove minutos. Depois, Rodney Wallace apareceu bem pela esquerda em contra-ataque e, já dentro da área, chutou cruzado. Danilo fez boa defesa, mas seu rebote bateu em Thiego, que viu a bola entrar devagar no gol. O tento, porém, foi anotado para o costarriquenho do Sport.

Com a Chape tendo de se mandar para o ataque, o contragolpe dos donos da casa tornou-se fatal. Foi a chance para Diego Souza ampliar a vantagem em esticada puxada por Rithely, na direita. O volante limpou dois adversários e serviu Samuel Xavier, que cruzou para a área. Na marca do pênalti, Diego Souza pegou de primeira e contou com um desvio em Thiago para superar Danilo. Já com a Ilha em festa, Ronaldo, que havia acabado de entrar, decretou a goleada com um chute da entrada da área, pela direita. A bola entrou com colaboração de Danilo, que a viu entrar entre seu corpo e a trave.

FICHA TÉCNICA:
SPORT-PE 5 X 1 CHAPECOENSE-SC

Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Data: 26 de junho de 2016, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
Cartões amarelos: Rodrigo Mancha, Gabriel Xavier, Diego Souza e Ronaldo (Sport); Lucas Gomes e Silvinho (Chapecoense)
Gols:
SPORT: Rodney Wallace, aos 10 minutos do primeiro e aos 12 minutos do segundo tempo, Rithely, aos nove, Diego Souza aos 19, e Ronaldo, aos 32 minutos do segundo tempo
CHAPECOENSE: Ananias, a um minuto do segundo tempo

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rithely, Rodrigo Mancha (Ronaldo), Gabriel Xavier, Diego Souza (Clayton) e Everton Felipe; Edmilson (Rogério)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Marcelo, Thiego e Cláudio Winck; Josimar, Cleber Santana e Rafael Bastos (Arthur Maia); Lucas Gomes (Ananias), Silvinho (Neném) e Bruno Rangel
Técnico: Emerson Cris