Futebol/Campeonato Brasileiro

Chapecoense bate Vitória no Barradão e encosta no G4 do Brasileiro

São Paulo, SP
19/06/2016 13:03:11 — 19/06/2016 13:19:05

Em: Brasileiro Série A, Chapecoense, Futebol, Vitória-BA
O Vitória perdeu pela primeira vez como mandante nesta edição do Brasileirão (Foto: Divulgação/Vitória)
O Vitória perdeu pela primeira vez como mandante nesta edição do Brasileirão (Foto: Divulgação/Vitória)

A Chapecoense venceu o Vitória por 2 a 1, no estádio Barradão, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com uma sequência alucinante de gols, o Verdão do Oeste garantiu o triunfo fora de casa e encostou nas primeiras posições do torneio.

Depois de um jogo mais travado, todos os gols saíram em um espaço de quatro minutos. Aos 26 do segundo tempo, a Chape abriu o placar com um chute forte cruzado de Sérgio Manuel. No minuto seguinte, o Vitória respondeu com um bom arremate de Marinho de fora da área. Aos 30, o Verdão do Oeste voltou a ficar na frente com a cabeçada de Thiego depois de cobrança de escanteio.

Com o triunfo, a Chape chegou aos 14 pontos e encosta no G4 do Brasileirão. O Vitória, por sua vez, começa a ficar em situação complicada. O clube baiano possui nove pontos e flerta com a zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o time catarinense vai receber o Atlético Paranaense na Arena Condá, enquanto o Rubro-Negro visitará o Grêmio.

O jogo – Dono da casa, o Vitória começou a partida tentando se impor no campo de ataque, enquanto a Chapecoense fechava os espaços. Aos 6 minutos, Dagoberto sofreu falta na entrada da área. Diego Renan foi para a cobrança e bateu forte no canto de Danilo, que fez boa defesa e mandou pela linha de fundo.

A Chape igualou o confronto com o decorrer do tempo e a disputa ficou equilibrada. Aos 20, Cleber Santana perdeu a bola no campo de defesa, Flávio foi até a linha de fundo e cruzou à meia altura na área, mas Kieza passou pela bola sem conseguir finalizar.

O confronto esquentou no final da primeira etapa. Primeiro, Dagoberto conseguiu escapar pela esquerda, se livrou da marcação cortando para o meio e chutou da entrada da área, mas a bola saiu por cima. A Chape respondeu logo em seguida. Em jogada de contra-ataque, Bruno Rangel tocou em profundidade para Silvinho, que entrou na área livre, mas bateu muito mal e errou o alvo.

Antes de descer para os vestiários, o Rubro-Negro ainda teve mais duas chegadas perigosas. Aos 44, depois de tiro de meta, a bola sobrou para Kieza, que invadiu a área, mas na hora de chutar foi bloqueado por Sérgio Manoel. Três minutos depois, Amaral resolveu arriscar da intermediária e obrigou Danilo a mandar a bola para escanteio.

A segunda etapa começou movimentada, com o Vitória saindo em busca do resultado. Logo aos 7 minutos, Dagoberto deu bom passe para Marinho, que disputou a bola com a defesa e conseguiu virar um chute de dentro da área, mas Danilo defendeu.

Aos 12, depois de boa trama dos atletas rubro-negros, Kieza colocou a bola rasteira no meio da área e Dagoberto apareceu para desviar, mas errou o alvo. Em seguida, Norberto cobrou lateral dentro da área, Marinho conseguiu cabecear a bola e ela foi direto no travessão.

Apesar da pressão que sofria, foi a Chapecoense que abriu o placar, aos 26 minutos. Arthur Maia tocou para Sérgio Manoel, que ganhou espaço e bateu cruzado, vencendo Fernando Miguel, direto para o fundo das redes.

O Rubro-Negro respondeu imediatamente. Aos 27, Marinho recebeu a bola na esquerda, carregou até o meio da entrada da área e chutou forte para empatar a partida. A Chape voltou a ficar na frente aos 30 minutos. Em cobrança de escanteio de Arthur Maia, o zagueiro Thiego se livrou da marcação e apareceu para cabecear a bola para o gol.

O Verdão do Oeste ainda teve uma chance incrível de ampliar a sua vantagem. Aos 42, Lucas Gomes achou Bruno Rangel dentro da área, o atacante girou sobre a marcação e deu uma cavadinha na saída do goleiro, mas a bola passou rente a trave.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 1 X 2 CHAPECOENSE

Local: Estádio Barradão, em Salvador
Data: 19 de junho, domingo
Horário: 11h (de Brasília)
Árbitros: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)
Público: 7.702 pagantes
Renda: 
R$96.034,00
Cartões amarelos:
Rafael Bastos, Cléber Santana e Danilo (Chapecoense); Victor Ramos (Vitória)
Gols:
VITÓRIA: Marinho aos 27 minutos do segundo tempo. CHAPECOENSE: Sérgio Manoel, aos 26, e Thiego, aos 30 minutos, do segundo tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel; Norberto (Maicon Silva), Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Flávio (Leandro Domingues) e Tiago Real; Marinho, Kieza e Dagoberto (Alípio)
Técnico: Vagner Mancini

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Marcelo, Thiego e Sérgio Manoel; Josimar, Moisés (Rafael Bastos) e Cleber Santana (Arthur Maia); Lucas Gomes (Ananias), Silvinho e Bruno Rangel
Técnico: Guto Ferreira