Futebol/Brasileiro Série B

Avaí e Oeste empatam na Ressacada e seguem sem embalar

15/07/2016 21:13:06 — 15/07/2016 22:08:32

Em: Avaí, Brasileiro Série A, Futebol, Notícias, Oeste
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC
Empate por 1 a 1 não é bom para nenhuma das equipes na Série B (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)

Na noite desta sexta-feira, o Avaí recebeu o Oeste no estádio da Ressacada, em Florianópolis, e ficou no empate por 1 a 1. O resultado mantém ambas as equipes no meio de tabela, com 20 pontos: os catarinenses em 13º e os paulistas em 14º, devido aos critérios de desempate.

O Oeste deu um banho de água fria na torcida da casa logo aos sete minutos, com um golaço de Renan Mota. O Avaí se encontrou em campo e chegou ao empate aos 30 minutos com o atacante Tatá, que acabara de sair do banco de reservas.

O Leão volta a campo daqui a uma semana, no dia 22, contra o Náutico, na Arena Pernambuco.  Na terça-feira (19), o Rubrão recebe o Brasil de Pelotas na Arena Barueri.

O jogo – O Avaí não deu chances para o Oeste fazer seu jogo de posse de bola nos primeiros minutos imprimindo uma forte marcação no campo de ataque. Aos quatro minutos, a equipe da casa quase abriu o placar com Renato, que bateu de fora da área e mandou no travessão do gol defendido por Felipe Alves.

Apesar do susto, o bem treinado time do Oeste continuou trocando seus passes e, assim, chegou ao primeiro gol logo aos seis minutos. Léo Artur recebeu de Mazinho na pontas esquerda, fez bela jogada individual e rolou para o meio. Renan Mota chegou batendo colocado de perna esquerda e marcou um golaço na Ressacada para colocar os paulistas na frente do placar.

Após o revés sofrido, o Avaí tentou responder da mesma maneira que o adversário: trocando passes. No entanto, faltava a qualidade no último passe e na finalização. Aos 11 minutos, o Leão chegou. Lucas Coelho recebeu bom passe de Alemão para amrcar, mas foi pego em posição de impedimento.

O time da casa continuava tentando pressionar, mas sem grande sucesso. Até que, aos 29 minutos, o técnico Silas decidiu trocar o lateral Alemão pelo atacante Tatá. Um minuto depois, viu sua troca surtir efeito. O Oeste vacilou na saída de bola, Diego Jardel roubou do zagueiro e chutou para defesa de Felipe Alves. No rebote, o iluminado Tatá colocou na rede para empatar o jogo em seu primeiro lance em campo.

O gol animou os mandantes, que por muito pouco não chegaram a virar o marcador ainda na etapa inicial. Aos 39 minutos, Lucas Coelho recebeu na esquerda, fez boa jogada individual e bateu rasteiro. Com os pés, Felipe Alves salvou o Oeste e mandou para escanteio.

O Oeste voltou para o segundo tempo mais ligado e chegou logo aos cinco minutos: após contra-ataque, Léo Artur cruzou da esquerda e Mateus Vargas tocou de cabeça para fora, assustando o goleiro Renan.

O Avaí não conseguia mais se encontrar em campo e via o time paulista dominar as ações. A partida caiu de produção de vez na metade do segundo tempo, quando uma forte chuva começou a cair em Florianópolis e encharcou o gramado da Ressacada. Mesmo com o campo molhado, o Rubrão voltou a assustar aos 34 minutos, em chute de Léo Artur que parou em defesa de Renan.

As poças d’água atrapalhavam o jogo do Oeste, já que era difícil trocar passes. Os paulistas quase foram penalizados aos 41 minutos, quando um passe de Francis para Felipe Alves parou no gramado e ficou com Tatá. No entanto, o goleiro rubro-negro saiu do gol para evitar a virada avaiana.

FICHA TÉCNICA
AVAÍ 1 X 1 OESTE

Local: Estádio da Ressacada, em Florianópois (SC)
Data: 15 de junho de 2016, sexta-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Público: 2.996 torcedores
Renda: R$ 34.257,00
Assistentes: Marcus Vinícius Gomes e Sidmar dos Santos Meurer (ambos MG)
Cartões Amarelos: Tatá, Célio Santos e Lucas Coelho (Avaí); Bruno Silva, Velicka e Felipe Diadema (Oeste)

GOLS:
AVAÍ: Tatá, aos 30 minutos do primeiro tempo
OESTE: Renan Mota, aos sete minutos do primeiro tempo

AVAÍ: Renan; Alemão (Tatá), Fábio Sanches, Célio Santos e Capa; Luan, Jajá, Renato e Diego Jardel (Caio César); Romulo e Lucas Coelho (Tauã)
Técnico: Silas

OESTE: Felipe Alves; Betinho, Bruno Silva e Velicka; Danielzinho, Mazinho (Francis), Renan Mota (Felipe Diadema) e Matheus Vargas; Léo Arthur, Marcus Vinícius e Marquinhos (Crysan)
Técnico: Fernando Diniz